Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2017

Natal

Porque toda a gente "posta" uma arvorezinha de Natal, eis a minha:

A iluminação é do flash.

Coisas sem tal

Uma das coisas mais deprimentes é ver imbecis saltitantes de satisfação com a sua própria imbecilidade.

Parecem os cozinheiros do Masterchef australiano numa versão extra-creepy.

Assédio tuga

Hoje fui assediada de uma forma um tanto ou quanto... original.

Numa exposição, um senhor de uns oitenta e poucos anos encostou o ombro ao meu como que para ver o mesmo artigo exposto que eu estava a ver. Como uma pessoa mais ou menos bem-educada, afastei-me para lhe dar espaço, pensado que era isso que pedia com o encosto.
O senhor volta a aproximar-se e diz: -Minha senhora, dá-me um beijinho? Olho para ele espantada e respondo:  - Não! - Porquê? - pergunta, estranhando a minha nega. - Porque não nos conhecemos. - Mas a senhora tem uma cara tão bonita... Dê-me lá um beijinho!
Afasto-me com medo que, num saltinho (porque sou para o alta e ele era para o baixo), me espete um beijo, apanhando-me desprevenida. Finjo que vou ver outra peça da exposição para me afastar um pouco mais. O senhor vem atrás de mim e, como me sinto perseguida, olho para "maman" que está de costas e completamente alheio ao assédio de que estou a ser vítima, na esperança que, caso a coisa dê para o torto…

Método científico

A propósito do vídeo abaixo que vi no Facebook, lembrei-me de vos contar duas ou três situações que aconteceram comigo na minha última ida ao Amoreiras, relacionadas com o nível de educação a que lá costumo assistir.


Antes, faço uma pequena introdução para que melhor entendam onde quero chegar.
Costumo ir ao cinema a centros comerciais, pois, além de já quase não haver cinemas só cinemas, vou atrás do filme que me apetece ver e, por isso, não tenho um sítio fixo e ando quase aleatoriamente por esses antros de consumo, Lisboa fora, no encalço do lugar mais barato para ver determinado filme. Restam-me, por vezes, locais não tão baratos, mas que são os únicos onde o filme passa ou são os que têm o horário que me dá mais jeito.


No domingo passado, calhou ir ao Amoreiras. Já lá tínhamos ido noutras ocasiões e, confesso-vos, não é um dos locais que goste especialmente de ir ou estar. Aquilo é muito mal frequentado. Dá a ideia que é um local que atrai gente mal educada...
Quem conhece este centr…