Avançar para o conteúdo principal

A nota do F.

No mês passado, a minha avó fez anos.
Como costumamos fazer nos dias de festa (como o Natal, por exemplo) juntámo-nos em casa dela: filhos, netos, bisnetos e jantámos, conversámos, reencontrámo-nos.
No Natal, a minha avó costuma dar uma nota dentro de um envelopinho a cada bisneto.

Na festa de aniversário da minha avó, o filho mais novo da minha prima mais velha, o F. que tem 2 anos, andou por lá a brincar de um lado para o outro com o irmão e com o meu filho.
Às tantas, deixa os companheiros de brincadeira, vai ter com a minha avó e pergunta-lhe:
- Avozinha, tens nota? Para pagar?
- Nota? Não, F., a avozinha dá nota é no Natal, hoje são os meus anos. - responde-lhe a minha avó divertida.

O F. lá se convenceu e foi dar mais uma voltinha às suas brincadeiras. Mas a minha avó deve ter ficado a pensar na nota que não deu ao pequeno e, dali a pouco, lá foi buscar uma para o F.
Deu-lhe a nota e disse:
- Toma, mas é metade para ti, metade para o M. (irmão do F.)!

O F. assentiu com a cabeça concordando com a justa divisão, procurou o meio da nota com os seus dedinhos pequeninos e preparava-se para efectivar a partilha com o irmão, quando a minha prima vem a correr de longe e diz:
- Nãaaao, F., não se rasga a nota!

Comentários

Mensagens populares deste blogue