Avançar para o conteúdo principal

Silêncio

É urgente o silêncio. 
As emoções em excesso ensurdecem. As palavras em demasia enlouquecem.
É urgente o silêncio. 
O intimo exposto perde a preciosidade do recato, do que é só nosso, do que se consome no peito e se digere na reflexão.
É urgente o silêncio.
É preciso parar o ruído do supérfluo, parar o movimento pela impossibilidade de quietude.
É urgente a meditação, a introspecção...
E o silêncio.

Comentários

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...

Mensagens populares deste blogue