Avançar para o conteúdo principal

Joanes

Eu e o bicharoco fomos fazer uns recados a nós próprios. Fomos a pé para contrariar o comodismo e aproveitámos para conversar sem o stress do trânsito. 
- Mãe, as pessoas mudam conforme vão crescendo?
- Sim, claro que mudam.
- Então, se a maioria dos meus colegas é parva, quando eles crescerem podem deixar de ser?
- Sim, ou tornar-se mais parvos. Conforme as pessoas vão crescendo, vão mudando, umas vezes para melhor, outras para pior. Mas não podes dizer que a maioria dos teus colegas é parva. Não é verdade!
- É. São quase todos.
- As pessoas podem ter coisas parvas e não ser parvas. Por exemplo, eu tenho coisas parvas, mas também tenho umas fixes. Tal como tu e toda a gente. Ter coisas parvas não quer dizer que sejamos completamente parvos.
- As pessoas mudam como?
- Mudam com as coisas que lhes vai acontecendo na vida. Com o crescimento, vão descobrindo coisas novas, vão deixando de dar importância a algumas coisas e passando a interessar-se mais por outras. Vão aprendendo com os erros e, por isso, mudando.
- Ainda bem.

Comentários

Mensagens populares deste blogue