Avançar para o conteúdo principal

A Estúpida Ideia Do Secretismo Da Informação

Trabalho neste país há 15 anos. 
Nestes 15 anos, saltitei por vários empregos, mas em todos eles encontrei um denominador comum: A ESTÚPIDA IDEIA DO SECRETISMO DA INFORMAÇÃO.
Muitos trabalhadores guardam uma grande quantidade de informação só para si, retêm-na e não a partilham propositadamente para se sentirem em vantagem relativamente aos colegas. Têm medo de serem ultrapassados pelos outros. Pensam que se partilharem aquilo que sabem, os colegas vão singrar mais do que eles, vão ser promovidos e vão tornar-se mais importantes aos olhos dos chefes. E estancam a informação. De tal modo, que acabam por comprometer toda a dinâmica da empresa onde trabalham, porque esta passa a ser mais lenta, e cheia de defeitos e lacunas.

Normalmente, estes trabalhadores também não perguntam nada aos colegas. Fingem que sabem e que conseguem fazer tudo sozinhos. Porque são muito competentes. E são tão competentes que só fazem porcaria. E escondem a porcaria debaixo do tapete. Vão varrendo, diariamente, as asneiras, que podiam ter sido evitadas se tivessem a humildade de perguntar aquilo que não sabem, para debaixo de um tapete enorme. 
Um dia, é necessário tirar o tapete para limpar o chão, e descobre-se um acumulado de porcarias apinhadas, bolorentas e irremediavelmente estragadas. Quando isto acontece, eles arranjam, à pressa, um bode expiatório: o colega do lado a quem eles não quiseram fornecer a informação solicitada, ou o outro colega do lado que não lhes disse aquilo que eles não lhe quiseram deliberadamente perguntar, porque já sabiam tudo.
Ardilosamente, conseguem centrar o problema na procura de um culpado, que nunca são eles e são sempre todos os que os rodeiam. Desviam a atenção do mais importante, a resolução do problema. Baralham toda a gente e conseguem fazer com que a empresa, em peso, passe a andar de rabo para o ar à procura do sacana do culpado, em vez de resolver a questão, melhorar a dinâmica previamente, por eles, sabotada e produzir mais e melhor.

Enfim, assim é Portugal!

Mensagens populares deste blogue

Macacos do Nariz

O J. voltou a perguntar qual era o verdadeiro nome dos macacos do nariz e, uma vez mais, não lhe soubemos responder.
O pai tentou: -Detritos nasais!
Eu tentei: -Fluídos nasais secos!
As nossas tentativas não satisfizeram nenhum de nós três ...  O J. diz: -Temos que perguntar à Drª, como ela é médica deve saber ...
Fiquei a pensar onde poderia encontrar a resposta a esta questão sem ter que perguntar à médica ... 
Consultei a enciclopédia, o dicionário, procurei na net e ... nada, nem a mais pequena referência à designação científica para macacos do nariz ...

Confesso que nunca me tinha passado pela cabeça que os macacos do nariz tinham outro nome ...

As coisas em que este miúdo me põe a pensar ...

Este blogue vai descansar uns diazinhos, mas volta, com a maior brevidade possível!


Anita no Facebook

O Facebook anda a fazer-me mal. O chato é que preciso daquilo como ferramenta de trabalho e acaba por ser difícil desligar de vez ou até fazer um intervalinho com fins terapêuticos.
Ultimamente, ando tão farta de por ali andar que já tudo me parece os livros da Anita.
Antes do Verão: Anita corre quilómetros para caber no biquíni
Em férias:  Anita mete o pezinho na areia e o nariz no mar
Em dias de sol: Anita vai à esplanada com as amigas e diverte-se a potes
No fim das férias:  Anita volta para o trabalho chateadíssima, mas, pronto, a vida é assim e tem que trabalhar
À hora das refeições:  Anita cozinha um delicioso jantar cheio de super-alimentos e de baixas calorias ou  Anita vai almoçar a um sítio todo fashion, come imenso marisco e bebe sangria de champagne
Tarde de sábado:  Anita vai a uma exposição qualquer interessantíssima ou Anita sai à rua e vê as pessoas a passar
Sábado à noite:  Anita dança e bebe gin 
Tarde de domingo:  Anita vê um filme com a família ou Anita tem umas flores lindas…