Avançar para o conteúdo principal

Preciso Desesperadamente De Um Livro...

Imagem retirada da Internet

Gosto de:

Policiais e mistério
Romances de qualidade, nada de muito light, porque fico enjoada com facilidade
Literatura estrangeira ou portuguesa
Poesia, mas sou muito esquisita e tenho uma certa dificuldade em ler um livro inteiro cheio dela
Livros filosóficos
Livros eróticos

Não gosto de:

Histórias de época, com príncipes e princesas ou da Idade Média
Livros de auto-ajuda, tipo "como ser feliz em 3 minutos, sem ter que fazer nada para isso"
Fantasia ao estilo do Harry Potter ou da trilogia do Senhor dos Anéis
Histórias com espíritos, bruxarias ou terror

O que é que me aconselham?

Comentários

  1. * O Hipnotista, Lars Keller
    * O Diário de JAck, o Estripador
    * A Profecia Romanov, Steve Berry
    * Um traidor dos nossos, JohnLe Carré
    * Os Maias, Eça de Queirós
    :)

    ResponderEliminar
  2. Pseudo,
    "Os Maias" já li.
    "O Diário de Jack, o Estripador" estou curiosa.
    "A Profecia Romanov", não tem Reis a mais?
    "Um traidor dos nossos", pode ser uma boa opção!
    Thank you!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Para mim qualquer um do Nicolas Sparks;) mas por aqui tem se ouvido imenso falar das sombras de grey e do Gabriel Garcia Marquez. Beijinho e boa escolha!!

    ResponderEliminar
  4. Lês em inglês? E no computador ou kindle ou outro qualquer aparelho? Se sim, eu tenho uma vasta biblioteca e algo se há-de arranjar :)

    ResponderEliminar
  5. A triologia millenium- Stieg Larsson

    A sombra do vento - Carlos Ruiz Zafon

    ResponderEliminar
  6. Dreams,

    Gabriel Garcial Marques pode ser uma opção! ;)
    "As Sombras de Grey", estive a ler sinopse no "site" da Wook e não me convenceu. Demasiado "love story" americana! :)
    Obrigada pelas dicas!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Lost Lenore,

    Sim, em inglês leio, mas no computador não consigo... Só blogues!

    Gosto de ter o livro na mão, das folhas, do cheiro e do barulho do papel, de pousar o livro e ir buscar umas bolachas, de ler no comboio...

    Obrigada na mesma! :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Anónimo,
    A capa do livro "A sombra do vento" já me tinha chamado a atenção.
    Tenho que gastar a minha hora de almoço numa livraria... Só é pena é a hora ser sempre tão pequena!
    Obrigada

    ResponderEliminar
  9. olá! recomendo vivamente a triologia Millenium - Stieg Larsson! muito bom, mesmo. para mim, é de leitura obrigatória.
    (até há em livro de bolso, para não se gastar tanto - apesar de a mim me saber melhor a leitura nos livros maiores)
    bom feriado

    ResponderEliminar
  10. Monóloga,
    Confesso que já andei a namorá-los!
    ;)
    Obrigada

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...

Mensagens populares deste blogue

Anita no Facebook

O Facebook anda a fazer-me mal. O chato é que preciso daquilo como ferramenta de trabalho e acaba por ser difícil desligar de vez ou até fazer um intervalinho com fins terapêuticos.
Ultimamente, ando tão farta de por ali andar que já tudo me parece os livros da Anita.
Antes do Verão: Anita corre quilómetros para caber no biquíni
Em férias:  Anita mete o pezinho na areia e o nariz no mar
Em dias de sol: Anita vai à esplanada com as amigas e diverte-se a potes
No fim das férias:  Anita volta para o trabalho chateadíssima, mas, pronto, a vida é assim e tem que trabalhar
À hora das refeições:  Anita cozinha um delicioso jantar cheio de super-alimentos e de baixas calorias ou  Anita vai almoçar a um sítio todo fashion, come imenso marisco e bebe sangria de champagne
Tarde de sábado:  Anita vai a uma exposição qualquer interessantíssima ou Anita sai à rua e vê as pessoas a passar
Sábado à noite:  Anita dança e bebe gin 
Tarde de domingo:  Anita vê um filme com a família ou Anita tem umas flores lindas…

Ler e escrever

Há uma candura e uma vontade de regressar à infância de quem lê e escreve. Ler, e escrever, vai para lá do que é o real. Leva-nos para um mundo imaginário, conduzido por quem escreve, mas só nosso, tão pessoal. Talvez por isso, ler e escrever sejam estreitos encontros com a solidão...

Quando se lê um livro, mergulha-se numa dimensão à parte. Trilha-se um caminho de ficção e trilha-se outro que só existe no nosso interior. Percorrem-se as dúvidas e as certezas, os sonhos e a realidade, como se fossem sempre tão próximos. Parte-se da fantasia para a existência, sem nunca se sair completamente de dentro de nós.
Ler, e escrever, é uma viagem ao tempo em que a imaginação nos comandava as emoções. É explorar o quarto escuro que nos apavorava ou os jardins que nos deslumbravam. É ir, e não voltar, aos lugares onde nos sentíamos sós e incompletos, mas ao mesmo tempo cheios de desconhecimento, inocência e ilusão.
Ler, e escrever, é um exercício egoísta, em que não cabe lá mais ninguém para além d…