Avançar para o conteúdo principal

"Lesbianismo" Maternal

Imagem retirada da Internet
Ao cruzar-me com uma mãe e uma filha já adulta, de mãos dadas, lembrei-me de um episódio em que eu e a minha mãe fomos protagonistas...

No tempo em que ainda havia funcionários nas bombas de gasolina, não os funcionários-caixas, mas os que nos vinham pôr a gasolina nos carros, eu e a minha mãe íamos quase sempre à mesma bomba, não por os ditos funcionários serem giros, mas porque era a que ficava a caminho de casa.

Eu era uma miúda ainda nos teen, mas já grande p'ra caraças, e a minha mãe, uma quarentona com ar de "trintinha". Eu ainda não tinha carta de condução e ela conduzia um jipe Land Rover, daqueles grandalhões, tipo tropa. 
O funcionário da bomba era um "cota" com ar de sabichão, pouco habituado a lidar com gajas, mas convicto que dominava o assunto.

Naquele dia, antes de irmos para casa, como em tantos outros (mas não tantos como hoje em dia, porque, nesse tempo, além de haver funcionários nas bombas, a gasolina/gasóleo era bem mais barata/o e não precisávamos de estar sempre a dar de beber aos carros) fomos pôr gasóleo no carro. 
Parámos o jipe. O "cota" com ar de sabichão veio atender-nos, e gerou-se uma discórdia qualquer entre ele e a minha mãe. Já não me lembro bem porquê, mas sei que, às tantas, saio do carro na opulência ingénua dos meus, se não 1,80 cm, uns centímetros lá muito perto. O sabichão olha-me de alto a baixo e, friccionando os indicadores um no outro, numa tentativa de terminar a sua argumentação com chave-de-ouro, tira da cartola esta observação genial, vinda debaixo do seu olhar crítico e extremamente erudito:

- Ah pois... e vocês vêm sempre as duas!

Ainda estivemos para lhe responder que era mais do que lógico irmos lá sempre as duas, visto que morávamos na mesma casa, mas achámos que era melhor não lhe dar mais matéria ficcional que lhe preenchesse os sonhos eróticos, pois para um homem com tanta sapiência podia ser dose a mais para uma só noite.

Escusado será dizer, que fomos para casa a rir-nos às gargalhadas e que ainda hoje nos sai um "ah pois... e vocês vêm sempre as duas!".

Mensagens populares deste blogue

Macacos do Nariz

O J. voltou a perguntar qual era o verdadeiro nome dos macacos do nariz e, uma vez mais, não lhe soubemos responder.
O pai tentou: -Detritos nasais!
Eu tentei: -Fluídos nasais secos!
As nossas tentativas não satisfizeram nenhum de nós três ...  O J. diz: -Temos que perguntar à Drª, como ela é médica deve saber ...
Fiquei a pensar onde poderia encontrar a resposta a esta questão sem ter que perguntar à médica ... 
Consultei a enciclopédia, o dicionário, procurei na net e ... nada, nem a mais pequena referência à designação científica para macacos do nariz ...

Confesso que nunca me tinha passado pela cabeça que os macacos do nariz tinham outro nome ...

As coisas em que este miúdo me põe a pensar ...

Este blogue vai descansar uns diazinhos, mas volta, com a maior brevidade possível!


Anita no Facebook

O Facebook anda a fazer-me mal. O chato é que preciso daquilo como ferramenta de trabalho e acaba por ser difícil desligar de vez ou até fazer um intervalinho com fins terapêuticos.
Ultimamente, ando tão farta de por ali andar que já tudo me parece os livros da Anita.
Antes do Verão: Anita corre quilómetros para caber no biquíni
Em férias:  Anita mete o pezinho na areia e o nariz no mar
Em dias de sol: Anita vai à esplanada com as amigas e diverte-se a potes
No fim das férias:  Anita volta para o trabalho chateadíssima, mas, pronto, a vida é assim e tem que trabalhar
À hora das refeições:  Anita cozinha um delicioso jantar cheio de super-alimentos e de baixas calorias ou  Anita vai almoçar a um sítio todo fashion, come imenso marisco e bebe sangria de champagne
Tarde de sábado:  Anita vai a uma exposição qualquer interessantíssima ou Anita sai à rua e vê as pessoas a passar
Sábado à noite:  Anita dança e bebe gin 
Tarde de domingo:  Anita vê um filme com a família ou Anita tem umas flores lindas…