Avançar para o conteúdo principal

Desassossego

Gostava de conseguir transpor o meu desassossego para o papel. Utilizar a escrita para despejar a minha cabeça de tudo o que por aqui borbulha. Transformar em caracteres tormentas, palavras, sensações, dúvidas (imensas dúvidas) que me esvaziaria e me devolveria o silêncio revitalizante. 
Este cérebro não pára um segundo, o que, às vezes, me cansa, cansa-me muito. É como se estivesse sempre alguém a fazer-me perguntas ao ouvido.
Algumas questões consigo pôr de lado, como quem separa a comida e coloca a de que não gosta à borda do prato. Mas quando sinto fome, vou lá buscá-la outra vez.
Outras não me largam. Infernizam-se a vida, pulsam-me nas têmporas. 
E quero encontrar as respostas, preciso!
Este cepticismo obstinado é doentio. Mas se não fosse ele, eu não teria vontade de estar aqui, nem de tentar sorver toda a espécie de conhecimento possível. Toda a espécie, não, porque há coisas que o meu cérebro rejeita. E rejeita tão veemente, que acabo por me sentir culpada por não querer saber, por não conseguir querer saber.
E o desassossego invade-me! Invade-me com tanta força, que preciso de fugir de mim mesma, ou alienar-me com porcarias para lhe escapar.
Mas ele acaba por voltar sempre e cada vez com mais convicção em inquietar-me. E inquieta-me. E eu fico a absorver tudo o que me rodeia: o sol, o céu, as pessoas, as palavras, os desenhos, os gestos, a música, o ar, até sobre o ar eu reflicto...

Maldita hora em que nasci pensante! Porque raio de carga de água não nasci em forma de gato?

Vou, mas é jogar Bubbles, pronto!

Comentários

  1. Maldito (porque te faz sofrer) e bendito desasossego, que faz de ti uma pessoa melhor!
    E enquanto perguntas, sempre te vais respondendo.
    Tenho muito orgulho em ti, sabias?
    Beijos.

    ResponderEliminar
  2. Acho que estás a precisar de ler isto...

    http://zenhabits.net/39th/

    ResponderEliminar
  3. A dica da Naná é optima.
    Bj** e xi apertadinho

    ResponderEliminar
  4. Ai minha MAMMY
    por favor nao penses tanto mói-te a cabeça
    passa água fria na cabeça a ver se arrefece o pensamento
    kis .=)

    ResponderEliminar
  5. Olha se quiseres escrever um livro para meter cá fora tudo o que pensas, ficas a saber que tens todo o meu apoio. Continuo a dizer que escreves muito bem. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Anómimo,
    Beijinhos e orgulho em ti também!
    ;)

    Naná,
    Obrigada!
    Se estou mesmo a necessitar de qualquer desse género! :)
    Beijinhos

    Tanita,
    Beijinhos para ti também!

    Avogi,
    Água fria, uiiiii 'ca frio!
    Bjs

    Art And Life,
    Obrigada, mas parece-me que estás a exagerar um bocadinho.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Não estou nada a exagerar. Estou a dar uma opinião!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...

Mensagens populares deste blogue