Avançar para o conteúdo principal

Polícias

Ontem, li um texto no Facebook, supostamente (por não estar devidamente identificado) escrito por um polícia. Esse texto fez-me pensar na maneira como as pessoas olham para as nossas forças policiais...

Conheço polícias de várias espécies. Tal como em todas as profissões, existem polícias bons e polícias maus, pois existem pessoas boas e pessoas más.
Os polícias são, antes de serem polícias, pessoas e, como tal, não formam uma classe homogénea. 
Estas pessoas têm como principal função proteger-nos e penso que devem ser, especialmente, respeitadas por isso.

Vejo, e oiço, muita gente dizer "esses brutos", "são umas bestas", "pensam que mandam em nós", "estão sempre a ver se apanham uma pessoa em falta", "são uns corruptos", "armam-se em cowboys", "não fazem nada e depois só apanham os criminosos pequenos", "estão sempre à espera de uma desculpa para exercerem a força e mostrarem que são homens " e mais uma quantidade imensa de ofensas gratuitas...

Se, em certos casos, isto é verdade, na maioria dos casos, isto é uma tremenda injustiça!

Os polícias arriscam a vida para nos defenderem, para fazerem cumprir a lei que o Estado (todos nós), através dos sucessivos governos que elegemos, instituiu; prendem criminosos que são postos logo em liberdade, devido a um qualquer vazio legal; trabalham horas a fio em horários malucos; recebem mal; não têm condições de trabalho para o risco que correm; não têm material que funcione em condições; pagam as fardas e as amolgadelas que as viaturas policiais possam sofrer durante o exercício das suas funções; muitos, só dispararam uma arma no curso, pois não têm possibilidades de voltar a treinar o tiro e não conhecem as armas que possuem, pois nunca dispararam com elas; se falham ou cometem um erro estão automaticamente metidos em graves sarilhos...

Penso que há quem ainda olhe para os polícias como se fossem agentes da PIDE e tenha tendência a opor-se-lhes, logo à partida e, também penso que há quem ache que, por já não existirem agentes da PIDE, pode desrespeitar, enxovalhar, ofender e desafiar a polícia.

Os polícias são agentes da autoridade, por isso têm que ter autoridade, certo? Ou preferiam que eles não tivessem armas e que não fizessem nada quando nos vissem a sermos assaltados, violados, ameaçados e em perigo?

Acho piada a alguns pseudo-intelectuais, da nossa praça, que dizem mal dos policias "à boca cheia", que usam, com perverso agrado, uma das frases que referi, ali em cima, para os caracterizar e que, ao lhes ser roubada a mais pequenina coisa, ligam logo à polícia a exigirem que apanhem a todo o custo e, de preferência, à força, o safado do pobre que lhes roubou 1€ para comprar comida. Acho piada à transmutação de convicções e ideais que sofrem repentinamente e, ainda acho mais piada, quando vejo que a sua orgulhosa pseudo-intelectualidade permite que sejam tão burros ao ponto de perderem a coerência!

E sim, às vezes, sou má e não tolero cretinices!

Comentários

  1. Mammy, subescrevo cada palavrinha que escreveste e sabes porquê?! Porque tudo isso é verdade!
    E sim, se o polícia actua é porque abusou da autoridade, se não actua é porque são uns calões que não fazem nada...
    Eu tenho um em casa (costumo dizer que «durmo com a autoridade») e sei ainda melhor como as coisas se passam na realidade. E há coisas que ninguém sequer sonha... se lhes dissessem não acreditariam!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...

Mensagens populares deste blogue