Avançar para o conteúdo principal

Prazer

(Não se empolguem já, que HOJE não vou falar de sexo! Talvez um dia, mas hoje ainda não é o dia!)


Quantas coisas fazemos nós por dia, que não nos dão o mínimo prazer? Quantas são as que nos dão prazer? 
De quantas tarefas nos incumbimos com as quais não nos divertimos nem um bocadinho?

Pergunto isto, porque acho que vivemos atolados em porcariazinhas sem o mínimo interesse. Preocupamo-nos com coisas insignificantes, empenhamo-nos em tarefas que não valem o nosso esforço e esquecemo-nos, deixamos para segundo plano, o que realmente interessa, o que nos faz feliz, o que amamos, o que nos dá prazer.
As coisas que nos dão prazer são, geralmente, minimizadas, reduzidas, desprezadas como se fossem quase proibidas, como se fossem um pecado ou um crime. 
Talvez não sejamos nós que as reduzimos, mas a sociedade em geral, que nos enche de obrigações parvas e contribui para que nos sintamos culpados. 
Quando comemos um gelado cheio de chantilly, quando nos estamos a divertir em vez de estarmos a trabalhar, quando brincamos com os problemas em vez de falarmos "com a seriedade que o assunto merece", sentimo-nos culpados!
Se a vida é só uma, porque não a desfrutamos? Porque não nos entregamos ao prazer em vez de nos entregarmos ao que os outros nos impõem, ao que nós próprios nos impomos? 
O prazer nem sempre traz com ele, um castigo ou uma punição. O prazer traz essencialmente prazer. 

Para que serve vivermos se não gostamos da vida que andamos a levar? 
Para que serve vivermos sem prazer?

Comentários

  1. Excesso de regras,normas e rotulos as pessoas sao programadas para obedecer a certos parametros e perdem a espontaneadade até do proprio sorriso...

    beijinho

    ResponderEliminar
  2. Não serve mesmo para nada...(olha que neste post também falas de sexo);)

    ResponderEliminar
  3. É verdade, Felina! O sorriso, muitas vezes, é também ele programado!
    ;-)
    Bjs

    Cacarol,
    Mas é só um bocadinho... e podia falar muito mais!!!
    :-)
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Eu as vezes faço coisas que nao gosto, que nao me dao prazer. Mas tambem faço muitas que adoro. e é nisso que penso.

    ResponderEliminar
  5. mammy linda eu andava a procura do seu blogue.. Mas antes de comentar ja tinha posto la.. Desculpe..

    ResponderEliminar
  6. No problem!
    Só estava triste, porque pensei que não o tivesses visto!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Querida, estou a ler este post e hoje obrigaram-me a vir trabalhar (a minha empresa não é pública) e só me apetece não fazer nada, por isso ando por aqui na net. Estou contrariada. Tenho um almoço combinado com amigos, daqueles mesmo bons e estou a ver que o meu marido tem de ir sozinho com o meu filho. Disseram-me que só trabalhavamos de manhã e não achas que já me arrependi de não ter posto o dia de férias? pois tens toda a razão. Fazemos demasiadas coisas que não nos dão prazer nenhum, mas como esta, o trabalho, é um dever (pelo menos só para mim) para poder ter dinheiro em casa. Se pudesse seria mãe a 100% com muito gosto e isso dar-me-ia imenso prazer. Bj**

    ResponderEliminar
  8. Tanita,
    Não sou contra deveres, até sou bem a favor, mas penso que mesmo nos deveres podemos encontrar coisas que nos dão prazer e que é nelas que nos temos que concentrar e despachar as que nos chateiam.
    ;)
    Bjs

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...

Mensagens populares deste blogue