Avançar para o conteúdo principal

Pensamento Ecológico

Em conversa com o meu pequeno, ele pergunta-me:
- Mãe, a namorada do João, aquele amigo do pai, é vegetariana?
- É, ela não come carne.
- E come peixe?
- Come. Há alguns vegetarianos que comem peixe.
- Porque é que ela não come carne? Ela não gosta?
- Gosta, mas é contra matarem-se animais para comer, por isso não os come.
- Mas come peixe e os peixes também são animais...
- Pois são, mas ela decidiu só não comer carne.
- Mãe, eu nunca vou ser vegetariano, porque gosto muito de comer carninha.
- Tudo bem, tu é que sabes. Mas concordas com matarem-se animais para os comermos?
- Não, mas como gosto de os comer, têm que os matar. Se os vegetarianos comem vegetais, as plantas também morrem para eles as comerem, também não está certo!
- Pois não, mas eles têm que comer qualquer coisa...
- Sabes, eu também não gosto nada que se cortem árvores para fazer papel? Podia fazer-se menos papel para se cortarem menos árvores...
- Por isso é que há a reciclagem, para se fazer papel a partir de papéis velhos e cortarem-se menos árvores...
- Na minha escola não se faz muita reciclagem...
- Não? Então não há aqueles caixotes do lixo para a reciclagem?
- Há, mas também há aqueles em que podemos misturar tudo e nós deitamos o lixo do lanche nesses...
- E porque não deitam nos outros?
- Porque estão mais longe e queremos ir jogar futebol depressa. Mas eu vou passar a deitar o lixo nos da reciclagem. Não faz mal atrasar o jogo.
- Podes, por exemplo, pôr o lixo no saco onde vai o pão e depois, antes de saíres da escola, deitas nos caixotes da reciclagem. Assim, já não atrasas o jogo.
- Boa ideia! Vou fazer isso!

Hoje, quando o fui buscar à escola, lá estava ele de saquinho na mão, a deitar o lixo nos caixotes correspondentes. 
Talvez seja sol de pouca dura, mas confesso que fiquei toda orgulhosa do meu menino ecológico!

Imagem retirada da Internet


Comentários

  1. que menino lindo! um verdadeiro orgulho!!! =) parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Pode ser que até pegue moda e o teu menino seja xemplo para todos os amiguinhos

    ResponderEliminar
  3. Magda E.,
    Estou babada, estou!
    :)
    Bjs

    Sara*,
    Pode ser...
    Vamos ver é se é para continuar ou se daqui as uns tempos desiste. :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. é de pequenino que se começa
    (e não se esqueceu)

    ResponderEliminar
  5. Oh querida, o teu menino já está tão crescido! e está a ficar um cidadão exemplar.

    Quanto a mim, obrigada pelo carinho, já estou melhor.
    Bj**

    ResponderEliminar
  6. Smile e Tanita,
    Eu acho que ele está a crescer bem, mas eu sou altamente suspeita... :)
    Tanita, ainda bem que já estás melhor!
    Beijinhos às duas

    ResponderEliminar
  7. Quem sabe não vai iniciar um movimento? :)
    (Tens mail, mammy!)
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Que menino maravilhoso :) Sorri ao ler que bom :))) beijinho

    ResponderEliminar
  9. Benedita,
    Não tenho mail?! :((
    Enviaste bem?
    Bjs

    Leope,
    ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. É de pequeno que tem de aprender... :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...

Mensagens populares deste blogue

Anita no Facebook

O Facebook anda a fazer-me mal. O chato é que preciso daquilo como ferramenta de trabalho e acaba por ser difícil desligar de vez ou até fazer um intervalinho com fins terapêuticos.
Ultimamente, ando tão farta de por ali andar que já tudo me parece os livros da Anita.
Antes do Verão: Anita corre quilómetros para caber no biquíni
Em férias:  Anita mete o pezinho na areia e o nariz no mar
Em dias de sol: Anita vai à esplanada com as amigas e diverte-se a potes
No fim das férias:  Anita volta para o trabalho chateadíssima, mas, pronto, a vida é assim e tem que trabalhar
À hora das refeições:  Anita cozinha um delicioso jantar cheio de super-alimentos e de baixas calorias ou  Anita vai almoçar a um sítio todo fashion, come imenso marisco e bebe sangria de champagne
Tarde de sábado:  Anita vai a uma exposição qualquer interessantíssima ou Anita sai à rua e vê as pessoas a passar
Sábado à noite:  Anita dança e bebe gin 
Tarde de domingo:  Anita vê um filme com a família ou Anita tem umas flores lindas…

Ler e escrever

Há uma candura e uma vontade de regressar à infância de quem lê e escreve. Ler, e escrever, vai para lá do que é o real. Leva-nos para um mundo imaginário, conduzido por quem escreve, mas só nosso, tão pessoal. Talvez por isso, ler e escrever sejam estreitos encontros com a solidão...

Quando se lê um livro, mergulha-se numa dimensão à parte. Trilha-se um caminho de ficção e trilha-se outro que só existe no nosso interior. Percorrem-se as dúvidas e as certezas, os sonhos e a realidade, como se fossem sempre tão próximos. Parte-se da fantasia para a existência, sem nunca se sair completamente de dentro de nós.
Ler, e escrever, é uma viagem ao tempo em que a imaginação nos comandava as emoções. É explorar o quarto escuro que nos apavorava ou os jardins que nos deslumbravam. É ir, e não voltar, aos lugares onde nos sentíamos sós e incompletos, mas ao mesmo tempo cheios de desconhecimento, inocência e ilusão.
Ler, e escrever, é um exercício egoísta, em que não cabe lá mais ninguém para além d…