sexta-feira, 13 de maio de 2016

À noite acocorada pelo frio

São 3 da manhã e eu aqui por deitar. E por levantar amanhã cedo...
Gosto da noite que me envolve em silêncio. Apetece-me escrever coisas no silêncio da noite, só pelo prazer de escrever. Solta de qualquer tipo de amarras. Escrever só para mim. E no entanto, já não sei escrever sem público, sem que me leiam... Preciso que me leiam e sinto-me estúpida por isso e porque tenho necessidade de uma escrita mais privada. E é ambígua esta necessidade. E estúpida. 
Pareço uma estrela desejosa de ser aplaudida e sinto-me ridícula. E sou ridícula. E vou domir que isto passa!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...