domingo, 6 de setembro de 2015

Saudades

Tenho saudades do meu amor. Da quietude com que nos amamos baixinho nas entrelinhas da conversa quotidiana. Sem o estardalhaço das paixões passageiras ou o ruído das rotinas.
Tenho saudades de nós dois, sozinhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...