sábado, 4 de outubro de 2014

Post Esquizofrénico

Constante procura de serenidade. Dúvidas no ar e em volta. Rodear a perturbação de não haver resposta. E perguntar de novo. 

Paira o silêncio da incerteza. Zumbem interrogações. Surge a linha infinita da hipótese. 

Pluf! Rebenta a bolha!

DAQUI

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...