sábado, 20 de setembro de 2014

Cowboy do Mar

Carrega o mar aos ombros
Recolhe o céu no colo

Desfaz tristezas

Mordisca os cantos ao infinito
Flameja os ecos do silêncio

Dissolve a dor

Saboreia o sal da calma
Cheira o doce às águas

Pastoreia peixes 

DAQUI

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...