terça-feira, 1 de julho de 2014

Passinhos Pequeninos

Lembram-se DESTE POST?

O meu filho foi o único miúdo da escola que se recusou assinar aquela treta.

-A minha mãe diz para eu não assinar! - respondeu à professora que lhe colocou aquela porcaria à frente.
-Se não assinas, vou ter que te anular o exame! - ameaçou a professora.
Desfez-se em lágrimas em pleno exame de Português e assinou. Perante a aflição do meu filho, a professora foi verificar com o secretariado de exames a veracidade das suas palavras. Confirmou que estava errada.
-Afinal se não assinares, não temos que anular o teu exame! Riscamos a tua assinatura?
-Sim. - respondeu o meu pequeno revolucionário.

-Mãe, sob ameaça tive que assinar! - justificou-me.
-Fizeste bem. Só tenho pena que tivesses que passar mais esse stress... Pensei que não iam entregar esse papel este ano... Perguntei à tua professora e ela não sabia. Pensei que tinham desistido dessa porcaria... Desculpa.
-Como me tinhas dito para eu não assinar, que ainda não era responsável, disse que não assinava, mas sob ameaça, tive que assinar.
-Fizeste muito bem. Estou muito orgulhosa de ti. No próximo exame, levas um papel escrito e assinado por mim para substituírem pelo outro. Assim, já não tens que te preocupar com isso.

E assim foi. O meu pequeno revolucionário levou um papel meu que entregou em substituição do outro e apesar de mais estes stresses a juntar aos cinco minutos para preencher o cabeçalho, ao uso exclusivo de caneta preta e ao "escreve aqui a lápis", "escreve aqui a caneta", teve os melhores exames-ratoeiras da turma.

Vai buscar, ó Crat(ino)!

1 comentário:

  1. pá, choro sempre com o que escreves, porra, ou então rio desalmadamente, com lágrimas a saltarem pelos olhos. Nunca te teria conhecido, se não fora o que escreves. Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...