segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Quando É Que Cresce?

Cortei o cabelo. Mais ou menos como o da senhora da foto abaixo. 
Está, talvez, um pouco maior e com menos franja...

DAQUI
O J. não gostou, porque nunca gosta de mudanças, das minhas mudanças.
Disse-me:
- Gostava mais como estava. Quando é que cresce?
- Oh, não sei, nem quero saber. Estou contente com ele assim. Já estava  farta daquela gadelha enorme! - respondi.

Hoje, quando cheguei a casa, disse-lhe:
- Sabes, lá no trabalho toda a gente gostou do meu cabelo. Disseram-me que me ficava muito bem.
- Sabes, mãe, às vezes as pessoas mentem...
- Mentem?! Achas que estou feia?
- Não, acho que estavas mais gira antes.
- Mas estou feia agora?
- Claro que não. Tu és sempre gira.
- Oh, a sério? Nem sempre me acho gira...
- Mas és! Sempre, de qualquer maneira.
- Oh, que querido! Essa frase merece um grande beijo!
Beijei-o.
- Ah, e não é só de qualquer maneira, é também em todos os aspectos!
- Deixa-me dar-te mais um beijinho.
- E não estou a dar-te graxa. É verdade!
- Pois não. Ah ah ah ah! Sabe muito bem ouvir isso.
- É a verdade!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...