terça-feira, 2 de julho de 2013

Gasparziiiiinho

Gasparzinho, meu amor, porque te vais e me deixas tão triste? 
Porque te retiras dos noticiários da hora do jantar e me arrefeces as refeições com a tua ausência nas piadas familiares? Até o J. já primava por um poderoso sentido de humor quando se te referia...
Eras a alegria desta casa. O miúdo, depois de árduos treinos, já te imitava na perfeição. Gargalhávamos com prazer a ouvi-lo quando reduzia o compasso da conversa, pensava uma eternidade entre cada frase e demorava as respostas.
Porque te vais e deixas esta casa tão vazia de chacota? Mais ninguém se te compara. Nem o moço da relva nos alegrava tanto.
Vamos ter saudades...


3 comentários:

  1. Eu não sou Gasparzinhoo, e chamar uma pessoa assim por ser demasiada branca é desagradável de mais, porém saudades também tenho.. Digas lá eu, muitas saudades.

    Beijinhos cheio de amor e ternura.

    \/ ;)

    ResponderEliminar
  2. Acho que não lhe pagaram o subsídio de férias e ele amuou!

    ResponderEliminar
  3. D.,
    Oh não, ele recebeu o subsídio, de certeza!
    Bjs

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...