terça-feira, 9 de abril de 2013

Os Comprimidos

Fui com o J. à farmácia. 
Já no carro, ele pergunta-me:
- Para que são esses comprimidos, mãe?
- É a pílula. - respondo.
- Sim, mas é para quê?
- Para não ter filhos.
O rosto do J. torna-se lívido, os olhos trejeitam pânico, meio a gaguejar deixa sair um:
 - O quê?
- Estes comprimidos servem para não ter mais filhos.
- Mãe, não estás a falar a sério, pois não? Olha que já me está a dar vontade de chorar...
- Oh J., eu agora não quero ter mais filhos, por isso tomo estes comprimidos. Mas não precisas ficar assim. - digo tentando amenizar a coisa.
- Quanto tempo é que isso dura?
- O quê? O efeito?
- S-sim.
- Dura o tempo que eu tomar os comprimidos.
- Então, pára já de os tomar! Sabes que muitos remédios fazem mal, não sabes?- diz ele em estado de alerta.
- Sim, eu sei, mas agora não quero ter filhos, por isso é que os tomo.
- Mas eu quero ter um irmão... Antes dos dez anos.
- Pois J., mas não és tu que decides isso. Quando eu quiser ter outro filho paro de tomar os comprimidos e, pronto, já posso ter filhos outra vez.
- Quando tu e o pai quiserem.
- Sim, quando eu e o pai quisermos.
- Esses comprimidos dão para quanto tempo?
- Para um mês.
- Um mês inteirinho?
- Não, na verdade, dão para 21 dias, e depois, nos outros sete, vem-me o período.
 - O que é isso?
- É deitar sangue pelo pipi.
- Blhac, que nojo! E os comprimidos não tiram o sangue do pipi?
- Não. Se não os tomasse, deitava sangue pelo pipi na mesma.
- Não há comprimidos para isso não acontecer?
- Ah ah ah! Não. Há bocado não querias que eu tomasse comprimidos, porque fazem mal, e agora já queres outros comprimidos para eu não ter período?!
- Pois... mas isso é nojento.
- Mas é assim. 
- Porque é que deitas sangue do pipi?
- Não deste o aparelho reprodutor na escola?
- Dei, mas não aprendi muito bem... Explica-me!
- Ok. O sangue são os óvulos, que não são fecundados pelos espermatozóides, que saem. Todos os meses, eles saem dos ovários e descem pelas trompas, em direcção ao útero, para serem fecundados por espermatozóides. Se não são, saem cá para fora.
- Ah, o sangue são os óvulos! Os espermatozóides vão todos a correr, mas só um é que consegue chegar ao óvulo, não é?
- É. E só não tenho período se estiver grávida, ou seja, se tiver um bebé a crescer na barriga.
- Ah, já percebi. Mas mãe, eu quero ter um irmão...
- Isso depois vê-se, ok?

6 comentários:

  1. Tens de começar a pensar com carinho no desejo do J.
    O meu um dia vai perguntar-me o mesmo, tenho a certeza, já me pede um mano e uma mana, imagina tu. Assim como o amigo Gonçalo. Mas eu (por enquanto) tambem não quero.
    Beijo**

    ResponderEliminar
  2. Ele quer um irmão... e o país precisa de bebes :D


    Beijoca

    ResponderEliminar
  3. Acho que tratas-te muito bem da situação.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Tanita,
    Prepara-te que, mais cedo que tu imaginas, ele vai começar a perguntar coisas difíceis! Porque será que achamos que é sempre cedo demais? ;)
    Bjs

    Felina,
    Pois... Parece que sim.
    Bjs

    Estudante,
    "Bota tramado nisso!" :))
    Bjs

    Rosinha Cruz,
    Assim espero... ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Resumindo, estás bem tramadinha... se essa ideia não lhe sair da cabeça!

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...