domingo, 24 de março de 2013

Amar-me

Quero amar-me como tu me amas, quero amar-me como te amo... Encontrar aquela que é digna do teu amor, dentro de mim. Onde está ela? 
Porque a vês tu, e eu não? 
Procuro-a na sombra que me persegue quando caminho, no reflexo das poças de água, nos contornos do vento, no vazio escuro que se reflecte no espelho. 
Porque a vês tu, e eu não?
Procuro-a incessantemente nos momentos em que tão só me sinto na minha pele, na pele que envelhece e se torna flácida. Flácida como a minha alma que já não estica ao que foi um dia e que transpira ecos de silêncio.
Quem me dera ver o que tu vês em mim, e amar com a mesma força este imenso vazio que me percorre as veias. Procuro-o em vão, sem nunca o encontrar...
Porque o vês tu, e eu não?
Quero sentir o teu corpo no meu sem repulsa pelo que sou, deixar-te entrar em mim num todo, ficar na tua pele que será minha, e largar a minha flácida e vazia. Tornar-me uma extensão de mim em ti, respirar pelos teus poros e descobrir o que te une a este corpo desalmado.
Quero amar-me como tu me amas e amar-me como te amo...

6 comentários:

  1. Ainda não percebi se queres uma relação de poliamor ou um swing... também pode ser um ménage...


    Beijoca

    ResponderEliminar
  2. Felina,

    É mais amor-próprio que quero...
    E a seguir, tudo o resto pode vir por acréscimo. ;)))
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Não estarás a ser demasiado exigente contigo? tens uma familia que te adora, eu também adoro a tua escrita...pronto... ok no emprego devem ser uns chatos que não te dão o devido valor, eu sofro do mesmo mal mas já não ligo a minima... va... olha para ti com mais generosidade... promete


    Beijo gordo

    ResponderEliminar
  4. Obrigada pela força, Felina.
    O problema não é o emprego, o problema sou mesmo eu. Crio uma certa aversão por mim própria e depois vou melhorando. Mas tenho muita coisa por resolver cá dentro, e enquanto não o conseguir fazer, tenho estas baixas de auto-estima agudas. É um trabalhinho de casa que tenho tido preguiça de fazer...

    Beijinhos e obrigada
    <3 <3 <3

    ResponderEliminar
  5. Vamos lá arrebitar menina! sei do que falas e às vezes podia assinar este texto na íntegra, mas já dizia o anúncio: se eu não gostar de mim quem gostará? tens tanta coisa boa e as que achas que são más, pensa que com o tempo as vais melhorar, tornando-as mais viviveis. Promete um esforço ok? tenho a certeza que quando o sol resolver dar ar de sua graça, vais (vamos) ficar bem mais animadas!
    Qualquer coisa, estou à distância de um click.
    Feliz dia. Beijo**

    ResponderEliminar
  6. Obrigada, Tanita. És uma querida, como sempre...
    <3 <3 <3
    Feliz dia para ti também.
    Bjs

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...