quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

O Elogio

O J. não gosta de beleza artificial. Mulheres muito maquilhadas (mesmo quando são muito bonitas), acha-as horríveis. Saltos altos, nem vê-los, "mãe, tira isso!". Colares e decotes ousados, fazem-lhe confusão. 
Beleza natural, cara lavada e poucas "espampanâncias", já são a área dele. Fascina-se com a foto de uma modelo que decora uma montra perto da casa da avó, que tem pouca maquilhagem e pele lisinha. 
No entanto, ele sabe que eu pinto o cabelo. Aceita o facto, porém sem o apreciar muito.

No outro dia, estava na casa-de-banho a pentear-me, quando o J. entra. Olha para a longa cortina de fios loiros a serem escovados, esboça um sorriso, entre o deliciado e o "não sei se hei-de gostar disto ou não", e diz:
- Mãe, desta vez, pintaram-te muito bem o cabelo!

Imagem da Internet


Vindo dele, isto era um elogio.

Sorri-lhe.

9 comentários:

  1. Tendo em conta os seus padrões, foi mesmo amoroso. :)

    ResponderEliminar
  2. Concordo com seu filho em relação a mulheres maquilhadas, etc, mas também cada um deve respeitar a liberdade e os gostos dos outros!

    ResponderEliminar
  3. Ehehe faz ele bem em gostar da mulher tal qual como é :) E foi de facto um elogio

    Bom fim de semanaaa

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Oh, claro, são os gostos dele, que eu respeito, mas deixo de pintar o cabelo ou de me maquilhar, quando me apetece, por causa disso.
    Ele vai ter ir aprendendo que para respeitarem os gostos dele, também tem que respeitar os dos outros.
    Parece-me que está no bom caminho... A ver, vamos...
    ;)))

    ResponderEliminar
  5. Apetece-me encher o tweu filho de beijinhos, ele é um doce.

    ResponderEliminar
  6. No meu comentário anterior queria dizer "mas NÃO deixo de pintar o cabelo ou de me maquilhar, quando me apetece, por causa disso". Esqueci-me do "não". Sorry, tenho este terrível hábito de comer palavras.
    ;)

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...