terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Olhó Desafio Fresquinho!!!



Lost Lenore passou-me este desafio, que consiste em incentivar a leitura, através da apresentação de um livro de que tenhamos gostado. Como na maioria dos desafios, devemos passá-lo a 10 outros blogues. Mas como a minha indisciplina já é bem conhecida por estas bandas, ninguém se irá espantar se eu não o passar a ninguém em particular, mas a todos em geral. Por isso, quem estiver a ler este post considere que lhe passei este desafio. Pronto, está passado!

Agora, vamos ao livro:
Quarto livro de crónicas do António Lobo Antunes.
"E porquê o quarto e não o primeiro ou o terceiro?" perguntam-me vocês.
Porque eu não li o primeiro, nem o terceiro, só li mesmo o quarto. (Se não souberem o que me vão dar no Natal, podem aproveitar a deixa, ok?) 
Este Quarto livro de crónicas marcou-me para toda a vida!
Todas as crónicas deste senhor são maravilhosas, tanto pela forma como as escreve, como pela profundidade das suas palavras. Ele é acutilante, suave, terno, corrosivo e profundo, tão profundo que, às vezes, até dói. A sua escrita escorre como se respeitasse uma melodia, com as pausas sempre no sítio certo. Mas não é fácil de ler, é preciso confiarmos nele para o seguirmos. É preciso estarmos predispostos a remexermos naquilo que nos sensibiliza, naquilo que nos magoa... Só assim o conseguiremos desfrutar. 
Se estivermos para aí virados, o êxtase fica mais perto, garanto! 

2 comentários:

  1. Sabes que foi o único autor que até hoje não consegui enquadrar?!

    Ofereceram-me um romance dele e simplesmente não consegui entender nada e fiquei a meio...

    ResponderEliminar
  2. Naná,
    Também tenho uns romances dele que não consigo ler. Mas as crónicas são diferentes... São umas pequenas maravilhas!
    Bjs

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...