quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Ignorância

A ignorância é um mal maior do que a sida, o cancro, ou outra doença qualquer que há-de vir ...
A ignorância é um bicho que se instala no cérebro, reproduz-se, alimenta-se da massa cinzenta do hospedeiro e impede a entrada de qualquer coisa que não seja mais ignorância ...

- A ignorância é um mal do povo! - dirão alguns. 

Não é só um mal do povo é um mal do ser humano, mesmo do mais letrado, instruído, informado ou culto, que peca tantas vezes por ser portador do maldito parasita. 

Por vezes, a ignorância está apenas intrínseca no desconhecimento do próximo, nas vivências que se ignoram ou na história que não se presenciou. E aí, julga-se sem dó nem piedade ... Julgam-se os actos e as palavras, sem se saber o que realmente se está a julgar ... Esta ignorância é a mais mortífera, não só para os seres circundantes, mas também, e especialmente, para quem a transporta. 

É esta, a dos cultos, a mais cruel, pois possui laivos de superioridade que são arremessados com a intenção de aniquilar quem crêem ser-lhes inferior. 
E, no entanto, o dito inferior acaba por não estar tão cego pela ignorância quanto ele, porque, não só vê o que ele desconhece como também vê que ele desconhece ...

Este agente patogénico só pode ser exterminado através da tolerância, mas esta não abunda por aí e não há receita médica que garanta o seu fornecimento a quem tanto dela necessita. 

A compreensão ajuda a amenizar os sintomas, porém não é suficiente para acabar com a patologia. 

E o bicho continua lá, adormecido, à espera de uma oportunidade para voltar a ingerir os cacos cinzentos que restam de um cérebro infectado... Ao mais pequeno deslize na toma da medicação, ele ataca de novo e devora os restos que sobraram do seu último manjar, contagiando através do ar quem o respirar. Uma epidemia torna-se iminente ... O mal espalha-se, os cérebros corroídos multiplicam-se e a compreensão morre, acabando de vez com a possibilidade de recuperação dos enfermos.

No entanto, alguns seres, apesar da ignorância, transbordam felicidade e deixam a dúvida se não é aí que reside a cura para tamanha maleita ... 

3 comentários:

  1. Ignorância? ou convencimento de que se é mais inteligente que os outros?

    ResponderEliminar
  2. Felina
    O que tento dizer é que a ignorância em certas pessoas (especialmente nas mais instruídas)traz "o convencimento de que se é mais inteligente que os outros" atrelado! E esta presunção é, de certa forma, uma prova da sua própria ignorância. (Espero ter-me feito entender!)
    :)))

    ResponderEliminar
  3. Há quem seja ignorânte porque quer, por opção ou por comodidade.
    Bj**

    ResponderEliminar

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...