sábado, 20 de agosto de 2011

Não Gosto Especialmente de Crianças (parte II)

O facto de eu não gostar especialmente de crianças, não quer dizer que eu não goste delas de todo! Fique aqui bem assente que eu gosto de crianças, só não gosto especialmente... Tenho por elas um considerável apreço, respeito e consideração. 

Para mim, as crianças são distintas por "estarem" crianças. A sua distinção vai-se extinguindo à medida que crescem. A ingenuidade, a pureza, a inocência, a curiosidade e a simplicidade de sentimentos e sensações, que lhes são tão características, acabam, quando adquirem mais conhecimentos sobre a vida e aí deixam de ter "aquela" piada (certamente passam a ter outra piada qualquer)!

De todas as características das crianças, a que mais me fascina é a curiosidade. Elas querem saber tudo! Desde a origem da vida até ao porquê da morte. Acreditam, que um dia, vão ter respostas a todas as suas perguntas e é essa crença que as faz crescer tão bem e depressa (talvez depressa demais)! Todos os conhecimentos que lhes transmitimos são absorvidos de imediato e a maior parte deles fica lá para sempre!

Acho esta capacidade de acumular conhecimentos espantosa! Também quero!!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Vá lá, digam qualquer coisinha...
...por mais tramada que seja...